segunda-feira, 13 de junho de 2011

Mais um poeminha:

Fazer  careta no espelho, rir ralando o joelho
Tirar uma foto imaginária, passar trote para uma secretária
Pular na cama de sapato novo, jogar no chão um ovo
Sorrir para uma criancinha, atiçar uma galinha
Jogar uma bola para o cachorro, brincar de achar um tesouro
Ficar sozinho em casa, pular da mesa sem asa
Tocar violão sem saber, conversar sem conhecer
Meter a cara no bolo, brincar de ser tolo
Sair correndo na rua, esconder a verdade  nua e crua
Olhar gente da sacada, ser o top da balada
Um objetivo alcançado, aquele muro apedrejado
Arrancar flor de um jardim, imitar o Chapolim.
(Ivo Inácio)

Nenhum comentário: